Terça-feira, 8 de Janeiro de 2013

GONDOMAR D'OURO!

Gondomar d’Ouro!

“Gondomar; Capital da Ourivesaria”, slogan que até prova em contrário tem a minha paternidade.
Dispenso-me de enumerar vários fatores, por demais conhecidos, que têm levado à diminuição da pujança da indústria da ourivesaria em Gondomar e ao encerramento de dezenas de fabricantes!
Ainda na qualidade de presidente da Associação de Pais da Escola Secundária de Gondomar (APESG) de que fui fundador, integrei o Conselho Consultivo Económico de Gondomar para análise da eventual criação duma escola de marcenaria e outra de ourivesaria. Nas minhas intervenções fui a favor das duas. Felizmente fundou-se o CINDOR, todavia o mesmo não aconteceu com a marcenaria, que era, pela sua qualidade, até aos finais da década de 70 do século passado, uma indústria de referência no País, perdendo, progressivamente, para o Concelho de Paços de Ferreira; a Capital do Móvel.
No caso da ourivesaria, assumida, oficiosamente, pela Câmara como Capital da Ourivesaria, se não houver um esfoço combinado da Câmara e dos ourives-fabricantes gondomarenses, o setor tenderá a perder a importância até aqui adquirida! Sou testemunha que a Câmara tem procurado, nomeadamente, desde o início desta última década ancorar esta emblemática atividade concelhia, estando a decorrer a construção do Parque da Ourivesaria; para servir de ninho da atividade aos industriais e polo de divulgação das suas atividades e produtos! Tem sido uma longa caminhada e nem fácil, devido à quase congénita desconfiança dos ourives, muito fechados e pouco cooperativos! Perdeu-se muito tempo. Há que dinamizar o setor e aproveitar as mais-valias que derivam dos nossos ourives, formados pelo CINDOR, com a sua criatividade e qualidade serão capazes de conquistarem nichos de mercado em diversos países emergentes, com poderoso valor aquisitivo; os Bric’s, por exemplo, além da tradicional Europa!
Para isso, e atendendo que a Câmara a montante tem sido uma referência no apoio ao movimento associativo gondomarense, com o seu quase constante apoio anual de um milhão de euros, é justo que a jusante se apoie quem e o que produz riqueza! As prioridades não podem estar trocadas! Primeiro há que arranjar a ganhar para depois poder gastar!
O apoio à feiras da Ourindústria, e agora a construção do Parque da Ourivesaria, são disso exemplo, mas , Concelho que, oficiosamente, se assume como Capital da Ourivesaria, neste caso Gondomar, tem responsabilidades acrescidas e tem que ir mais longe, sempre e de maneira persistente.
Da minha parte, e como contribuição de ideias, proponho que:
1º-Que a Câmara organize, entre os ourives-fabricantes, sediados em Gondomar, um concurso visando premiar (tipo Oscar da ourivesaria) as melhores peças em ouro; na categoria de fios e outra na categoria de chapa, com um peso máximo de 100 gramas! *
2º-Disponibilizar valor igual ao apoio dispensado ao associativismo, para ser utilizado no aluguer do espaço ou stand próprio utilizado anualmente, pelos nossos ourives fabricantes, previamente consultados, nas principais feiras do setor por esse mundo fora, visando entrar em novos mercados . Deste modo, Gondomar; Capital da Ourivesaria, estaria representado, pelos seus ourives, que beneficiariam do uso grátis do espaço e duma eventual comparticipação no prémio do seguro das peças deslocadas! Também, há que arranjar formas de publicitação da industria nos barcos que fazem cruzeiros no Douro, através de folhetos ou de cartazes fixos na temporada, principalmente na época alta do turismo.
Os ourives sabem criar e fazer, mas é preciso Gondomar ajudar a vender!
Todos ficarão a ganhar!
*Ao autor das peças premiadas seria atribuído um troféu (a criar) e um valor pecuniário igual a 50% do valor ao peso da peça. Os custos deste concurso seriam absorvidos pela rubrica do referido um milhão de euros como apoio anual à Ourivesaria Gondomarense, bem gerido nos seus “cobres” para promover o ouro!
Como nota final, e como esta ideia, eventualmente, só será viável lá para 2014, estarei disponível para desenvolver outros pormenores relativos a este projeto, com quem de direito.
Os slogans, aqui apresentados, não pretendem ser obras d’arte, não abdicando de direitos d’autor, podem ter outro arranjo gráfico. Um deles devia estar bem visível à navegação fluvial do rio Douro. Milhares de turistas navegam rio acima rio abaixo, mas não veem algo, BEM VISÍVEL, ao longo dos seus quase 30kms de margem que diga que Gondomar é a Capital de Ourivesaria!
……………..xxxxxxxxxxxxxx…………………
Autor: Silvino Taveira Machado Figueiredo
(Gondomarense, nascido e criado em Gondomar, que não aceita que Gondomar, arvorado em Capital da Ourivesaria, esteja ou é considerado como ocupante do 280º lugar, a nível nacional, com qualidade de vida!) Não basta considerar-se Capital da Ourivesaria, é preciso demonstrá-lo dia a dia.
Para quando a construção do Museu da Ourivesaria Gondomarense?
Paços de Ferreira; Capital do Móvel tem!
Marinha Grande; Capital do Vidro tem!
E nós?
Anexos:

 

publicado por figas às 09:34
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Redução do défice

. Copos e mulheres

. PROCESSO DOS VISTOS

. Quando fores pai.

. Foto de "Poesia de Dentro...

. LEVA-ME

. POEMA DO NADA

. A NAU "ESPERANÇA" VOLTARÁ...

. Vem Diógenes.

. Lugar dos beijos

.arquivos

. Março 2017

. Maio 2015

. Abril 2015

. Novembro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds