Segunda-feira, 26 de Março de 2012

Noite igualitária

 

Quinta-feira, 3 de Novembro de 2011

NOITE  IGUALITÁRIA

 

NOITE IGUALITÁRIA

 

Eram três da madrugada,

Eu no meu quarto,

Naquela noite cerrada

Em pijama, deitado na cama,

Mas dormir? Dormir nada!

Então pensei que a noite tudo iguala:

Iguala o magala ao general,

O padre ao cardeal,

Na noite, réu e juiz têm igual nariz!

A noite não distingue ricos e pobres,

Quem têm medalhas dos canalhas,

Quem sobe e quem desce,

A noite tudo iguala quando sua sombra

Sobre tudo cresce,

E tudo o que no dia passa

À noite passa a passado

E passa ao escuro do nada,

Nem se vê cortinas floridas

Nas persianas corridas

Nem  pijama que vestimos!

Nem outros vêem o que sentimos!

A culpa é do sol,

Que tudo ilumina,

Mas, ao bater num homem,

De frente

Faz sombra a quem por trás,

Que também é gente!

 

O sol não é igual para todos,

Com ele faz-se contrastes,

Entre todos os trastes

Distingue-se um magala dum general

Um padre dum cardeal

Um governante do governado

O bem do mal

Os bons dos canalhas,

No peito vê-se o brilho das jóias

E das medalhas,

Mas, quando a noite cai tudo fica igual;

Tudo nivelado pelo escuro,

Não se vêem boas e más acções

E nem a vista vê condecorações!

Na noite é um facto que reina o tacto!

Mas é bom sentirmo-nos bem na noite;

Bom treino,

Porque, ao fim e ao cabo,

O Homem na eterna sombra tomba!

O problema, ao sol,

À luz do dia, é:

O Homem saber andar de pé!

………….xxxxxxxxxx…..

Autor : Silvino Figueiredo                                       

Figas de Saint Pierre de lá-buraque

 

Etiquetas: SILVINO FIGUEIREDO (O Figas)

publicado por figas às 21:33
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Carta para Maria

. Antes que tarde

. Redução do défice

. Copos e mulheres

. PROCESSO DOS VISTOS

. Quando fores pai.

. Foto de "Poesia de Dentro...

. LEVA-ME

. POEMA DO NADA

. A NAU "ESPERANÇA" VOLTARÁ...

.arquivos

. Agosto 2018

. Março 2017

. Maio 2015

. Abril 2015

. Novembro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds