Sábado, 28 de Setembro de 2013

Ciúmes dos perfumes!

Ciúmes dos perfumes!

Uma flor outra visitava,
A conversa estava animada,
Uma a outra seu perfume mostrava!
Perfumes andavam n ar!
Davam-se bem, as flores!
Porém, cada uma com seu canteiro,
Com seus amores,
Até que chegou o jardineiro;
Logo chegou o ciúme,
O azedume!

Quem iria ele cheirar primeiro?
Cheirou uma,
Nela demorou!
A outra secou
Murchou por inteiro!
……….xxxxxxxxx………….
Autor: Silvino Figueiredo
Gondomar
(Nota: feito após a leitura dos diálogos das flores; da Rafaela Plácido, a quem dedico)
tags:
publicado por figas às 09:03
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Carta para Maria

. Antes que tarde

. Redução do défice

. Copos e mulheres

. PROCESSO DOS VISTOS

. Quando fores pai.

. Foto de "Poesia de Dentro...

. LEVA-ME

. POEMA DO NADA

. A NAU "ESPERANÇA" VOLTARÁ...

.arquivos

. Agosto 2018

. Março 2017

. Maio 2015

. Abril 2015

. Novembro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds