Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

CENTRO COMERCIAL RELIGIOSO

Os que tiverem coragem de me lerem até ao final, dou-lhes os parabéns, porque desde já aviso que este texto pode ferir susceptibilidades religiosas. Por isso, recomendo que coloquem o cinto de segurança, capacete na cabeça e na mente.
O que vou escrever é mais ou menos de cor, mas baseado num artigo meu, que, há anos, foi publicado no JN.

Aqui vai:
Construía-se um Grande Centro Comercial Religioso!
O objectivo principal seria o de promover o convívio entre diversas religiões e a Paz entre os homens.

Seria, mais ou menos assim:
Num mesmo espaço haveria uma sinagoga, (uma para cada ramo do judaísmo) uma mesquita, (uma para shiitas, outra para os sunitas, etc) uma igreja para cada ramo do cristianismo, (protestante, a igreja do sétimo e do oitavo dia, da igreja universal, a do pentecostes ou pentecostal, igreja evangélica, a ortodoxa, pagodes chineses, templos budistas, xintoístas, indianos, casas de espíritas, totems índios, etc, etc.) onde sacerdotes, padres, abades, bispos cardeais, orixás, pais-santos, pajés, e outros mais pudessem ministrar preceitos relgiosos para as almas, que deles precisam para estarem em paz.

Depois de construídos tais centros, nas grandes cidades, New York, Londres, Paris, Lisboa, Rio de Janeiro, por exemplo, seriam óptimos locais para convívio, além duma boa atracção turística, porque:

1º- Seriam uns shows musicais permamentes, devido às cantorias de cada uma religião para fazer chegar as orações ao Céu, acompanhadas de grandes coros!

2º- Poder-se-ia apreciar as diversas maneiras de rezar, uns de rabo para o ar, outros a esfregarem as mãos nos muros e abanar a cabeça, outros de joelhos, mas todos dizendo amen!

3º-Cada alma indecisa poderia escolher entre as melhores ofertas de salvação, mediante o menor esforço e custos possíveis! Com mais ou menos confissões, com mais ou menos missas!

4º-Seria um sítio ideal para se observar as últimas novidades religiosas: os últimos milagres, os santos recentes, as últimas aparições, etc! Além do mais serviriam para divulgar os melhores sítios para retiros espirituais dos corpos e das almas.
Actualmente, Iraque, Irão, Afeganistão estão na moda!

5º-Devido à falta de vocações, algumas religiões podiam fazer permutas, através de protocolos, entre padres do mesmo ofício. Por exemplo, quando faltasse um padre católico, poder-se-ia recorrer a um Rabino judeu ou vice-versa! Para isso bastaria que tivessem formação polivalente e horários flexíveis!

5º- Por fim, está-se mesmo a ver, na gigantesca Praça de Alimentação, (maior do que toda a praça de touros do Campo Pequeno, em Lisboa) os crentes de todas as religiões nela poderiam conviver em paz, onde cada um comeria de maneira diferente! Um crente muçulmano veria o vizinho a comer carne de porco, embora não o pudesse fazer, um indiano poderia ver um cristão a comer carne de vaca e a beber uns "canecos", mas ele não, só chás ou leites!
Que seria bonito, lá isso seria! Por exemplo, um católico, sem ser na Quaresma, a comer um bruto cozido português à frente de um islamita ou d um judeu, este petiscando uma simples refeição Kosher! Mas, atenção, logo à nossa beira poderia estar um asiático a comer cobra ou um bom refugado de cão!

Uma coisa é certa, a tolerância seria mutúamente estimulada, mesmo quando um chinês desse um buto arrôto, que é, para os chineses, como calculo que saibam, sinal de terem comido uma boa refeição!

Tudo isto veio a propósito do regresso, ou não, do Esotérico, mas eu penso que não há nada como uma boa mesa Universal, onde todos se possam sentar e conviver. Um bom Centro Comercial Religioso, com as suas promoções, e diversidade cultural, seria um bom local para esse propósito.

Depois de bem comidos e bem bebidos, qual esoterismo, qual carapuça? De seguida seriam umas boas soneca e nem haveria tempo para guerras nem crimes para cometer, nem seriam precisos Deus para perdoar!

As religiões não enchem barrigas!
As religiões, são só para alimentar o Espírito, dizem, mas o que vemos, é os que delas vivem andarem com as barrigas bem cheias e com a eterna cantilena do "Venha a nós o vosso reino"!
Ora, para isso não é preciso nenhum Deus nem Religião!
...............xxxxxxxxx..................
Autor: Silvino Taveira Machado Figueiredo
(figas de saint pierre de lá-buraque)
figariano@sapo.pt
Gondomar-PORTUGAL


publicado por figas às 15:33
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29


.posts recentes

. Devolvo a palavra

. Caídos no Chão

. Costa:

. Enciclopeidei-o

. Carta para Maria

. Antes que tarde

. Redução do défice

. Copos e mulheres

. PROCESSO DOS VISTOS

. Quando fores pai.

.arquivos

. Fevereiro 2020

. Agosto 2019

. Agosto 2018

. Março 2017

. Maio 2015

. Abril 2015

. Novembro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds