Domingo, 15 de Agosto de 2010

Poema sobre os estúpidos

 
« em: Agosto 06, 2010, 15:51:19 »
Responder com citaçãoCitar Modificar mensagemModificar

Resolvi fazer um poema sobre os estúpidos,
que, em grupo,
formam a estupidez,
e ver se entre eles há algum português!

Procurei entre religiosos,
mas só encontrei inteligentes,
criadores de deuses,
para salvar o mundo e os crentes!
nunca são estúpidos nem hipócritas,
apenas piedosos!

Procurei enre os políticos,
mas só encontrei inteligentes,
que bem governam indigentes,
nunca são estúpidos,
nem de si críticos,
mas oníricos!

Procurei estúpidos entre doutores,
mas não os encontrei,
são todos inteligentes; ´
doutores; uns senhores,
nunca são estúpidos,
mas sábios sabedores!

Procurei estúpidos entre feirantes,
homens de finos tratos vários,
bons técnicos de contas,
fazendo dos outros otários,
enfim, inteligentes e bons tratantes
e bem falantes!
nunca são estúpidos,
só bons negociantes!


Procurei estúpidos entre mendigos,
não os encontrei,
só encontrei muitos inteligentes,
muito sabidos!
nunca são estúpidos,
porque de inteligência  bem providos!

Procurei entre desempregados,
esses são dos mais inteligentes.
e crentes;
crêem que o trabalho é coisa do passado!
bom é ganhar subsidiado e estar parado!

Procurei estúpidos entre juízes!
Oh não!
Juíz é coisa sagrada,
estupidez entre eles só pode dar piada!
nunca há estupidez em cada sentença dada
e até peta de seu nariz deve ser respeitada!

Procurei estúpidos entre poetas,
esses nunca estão cá,
estão sempre para lá da Lua
a sua estupidez não se vê,
mas que os há há,
e são os únicos que se riem
quando vêem a estupidez nua no mundo,
e riem de quem não a encontra!

Que disfarçada a estupidez bem está,
entre religiosos,
entre povos,
entre políticos,
entre doutores,
entre feirantes,
entre mendigos,
entre poetas,
e se o mundo está como está,
é sempre obra de inteligentes,
porque estúpidos no Mundo não há!

Claro que não há regra sem excepção,
e o único estúpido posso ser eu,
enquanto não houver outro
que me chame inteligente!

Entretanto,
sem estupidez,
sem hipocrisia,
o Mundo segue em frente!

Isto era para ser um poema sobre os estúpidos,
como não os encontrei,
fica assim mesmo,
estúpido!
..............xxxxxxxxxxxx.........
Autor: Silvino Taveira Machado Figueiredo
(figas de saint pierre de lá-buraque)
Gondomar
publicado por figas às 13:12
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29


.posts recentes

. Devolvo a palavra

. Caídos no Chão

. Costa:

. Enciclopeidei-o

. Carta para Maria

. Antes que tarde

. Redução do défice

. Copos e mulheres

. PROCESSO DOS VISTOS

. Quando fores pai.

.arquivos

. Fevereiro 2020

. Agosto 2019

. Agosto 2018

. Março 2017

. Maio 2015

. Abril 2015

. Novembro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds