Terça-feira, 23 de Outubro de 2007

TRISTE

TRISTE

Hoje queria fazer um poema
Mas estou triste

Meu espírito sofre
Por a matéria estar dorida

Quando assim é
Difícil é a vida

Mas faço poesia
Com a dor que em mim existe
E também com o amor
Que existe à volta de mim

Mas sofro, com a dor
Esperando que tudo passe
Que a coisa melhore
Que a depressão saia do meu vale profundo
E suba pelas escarpas
Até ao cimo da montanha
Em busca da claridade
Esperando que
A frescura da esperança a dor apague
E eu torne ao orvalho de cada manhã
Esse é o desejo
Que meu espírito tem
Enquanto a matéria lhe der esse ensejo


Depois de mim
É que a esperança morrerá
...............xxxxxxxxxxxxxxxxxxx............
Autor: Silvino Taveira Machado Figueiredo
figariano@sapo.pt
figas de saint pierre de lá-buraque
DR/SPA nº 15727
Gondomar/PORTUGAL

tags:
publicado por figas às 17:28
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

CARAVELA POÉTICA

CARAVELA POÉTICA

Em tempos partiram caravelas
Romperam nevoeiros
Descobriram enseadas
E nelas primeiros marinheiros
Buscando tudo
Trazendo nada

Agora não mais caravelas
Apenas poemas que são velas
Vão e vêm
Logo chegam
Logo partem
Sempre na busca que o Homem seja Alguém
..................xxxxxxxxxxxxx...............
Autor: Silvino Taveira Machado Figueiredo
figas de saint pierre de lá-buraque
figariano@sapo.pt
DR/SPA nº 15727
Gondomar-PORTUGAL

tags:
publicado por figas às 15:22
link do post | comentar | favorito

POESIA DESENCONTRADA

POESIA DESENCONTRADA

Alto da montanha
Filme de estrelas
Gêlo nos polos
Desertos
Areia
Camionetas
Lavagens a seco
Homens carecas
Brecas Brecas
Dislexias nas poesias
Poetas absortos
Poemas abortos

Poesia desencontrada
Embora bem elaborda não diz nada

Experimento pôr estrelas sobre a montanha
Derreter os pólos
Com camionetas trazer areia dos desertos
Evitar que homens tenham brecas

Por fim sobra a dislexia

Que não evito usar na poesia
Porque um poeta nunca diz o que quer dizer
E o que diz nem sempre é o acontecer

Areia

Lavagem a seco
Camioneta
Um dia acabo o poema
Quando acabar de passar
Na minha pena esta breca

Ai

Ai a breca
Que breca num homem careca
Etc. etc.
.............xxxxxxxxxxx................
Autor: Silvino Taveira Machado Figueiredo
figas de saint pierre de láburaque
figarinao@sapo.pt
DR/SPA nº 15727
Gondomar-PORTUGAL



tags:
publicado por figas às 14:35
link do post | comentar | favorito

FAÍSCA

FAÍSCA

Há pára-raios que evitam faíscas
Mas
Quantas vezes nos teus braços caio
Quando com teus olhos me piscas

Também
Não me importa de ser por ti electrocutado
Tu és és boa electricista
Ligas-me quando estou desligado

Contigo não funciona meu pára-raio
Pois

Quantas vezes
Atingido por tua faísca
Em teus braços não caio?!
...........xxxxxxxxxxxxx...............
Autor: Silvino Taveira Machado Figueiredo
DR/SPA nº 15727
figariano@sapo.pt
(figas de saint pierre de lá-buraque)
Gondomar-PORTUGAL

tags:
publicado por figas às 14:29
link do post | comentar | favorito

AO MEU AMOR

AO MEU AMOR

Amor,
Na ânsia de te querer,
De estar perto do teu umbigo,
Dou comigo a escrever
Mas sem saber o que digo!

Amor,
Temo que não entendas
A ânsia em me querer dar,
Dentro de mim só prendas
Para te presentear.

Amor,
No meu escrever e dizer
Digo querer ser teu querido,
Desgraça se tal não acontecer.

Amor,
Saberás que ficarei perdido,
Por na vida não conseguir viver
A vida sem estar contigo.
.............xxxxxxxxxx................
Autor: Silvino Taveira Machado Figueiredo
figas de saint pierre de lá-buraque
figariano@sapo.pt
DR/SPA nº 15727
Gondomar-PORTUGAL


tags:
publicado por figas às 10:52
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. TRISTE

. CARAVELA POÉTICA

. POESIA DESENCONTRADA

. FAÍSCA

. AO MEU AMOR

.arquivos

. Agosto 2018

. Março 2017

. Maio 2015

. Abril 2015

. Novembro 2014

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Junho 2009

. Março 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds